Newsletter MAIO: Ter a CORAGEM de SER quem se É!

Newsletter Maio-2

Caros amigos,

Já alguma vez pararam para pensar naquelas situações em que constantemente nos contrariamos?

Refiro-mo aquelas situações em que nos oferecem um presente e nós respondemos prontamente “adorei” e, afinal, estamos a pensar “o que vou fazer com isto?”
ou, que nos convidam para a festa do ano e nós não queremos ficar mal e respondemos “claro que vou, não podia faltar!” quando na verdade tinhamos vontade de ficar em casa, enrolados numa manta a assistir a um bom filme na televisão…
ou, que nos pedem constantemente para trocar as folgas no trabalho (o chefe ou os colegas!) e nós, como somos o colega/funcionário porreiraço respondemos “claro que sim!” mas depois saímos do trabalho aborrecidos (eu diria mesmo: zangados!) porque começamos a pensar que temos que desmarcar o que tínhamos planeado… E estes, são só alguns exemplos…

O que acontece conosco nestas situações?
Porque é que respondemos que “sim” a situações em que gostaríamos de dizer que “não”?
Porque intencionamos fazer algo mas, quando damos o passo para fazer, paralisamos?
O que acontece, naquele momento às nossas emoções? E ao nosso corpo? Parece relaxado?

E, lá vamos acumulando tensões e mais tensões no nosso corpo… mas, talvez encontremos formas de nos distrair dessas tensões dizendo a nós mesmos “está tudo bem”
ou, telefonando aos amigos para ir tomar uns copos…
ou, talvez, dando um saltinho ao shopping para fazer mais umas comprinhas etc…
E, é só naquele momento em que dizemos “ai”, em que o corpo acusa essas tensões através da dor que ficamos um pouquinho menos distraídos… e percebemos que, “afinal, não está tudo bem!”…

Vamos desviando a nossa atenção do que estamos a sentir, (“abafamos”, colocamos uma tampa!) e tornamo-nos pessoas fechadas, apagadas, sem poder pessoal, sem coragem de sermos quem somos, sem coragem de nos movermos a partir do nosso coração, sem qualquer tipo de energia vibrante… perdemos a nossa criatividade, deixamos de ter prazer…

Se nenhuma daquelas situações ocorreram (ou ocorrem) contigo então, continua!
Se acontecem e tu, até te apercebes mas, preferes não lidar com o que sentes então, fica consciente de que já é uma escolha tua! E podes continuar mais uns anos a dizer que está tudo bem até o teu corpo se queixar…
Se, elas acontecem e tu te apercebes do que te fazem sentir mas, não sabes lidar com o que sentes, procura ajuda, procura métodos que te façam libertar e transformar essas emoções em felicidade…

Eu escolhi a terceira opção… e tenho me dado a oportunidade de usar técnicas como o ioga e a meditação para trabalhar o meu corpo, abrindo-o, desbloqueando-o, libertando-o de couraças e crenças antigas e de emoções que me reprimem, me fecham e me limitam…
e, vou sentindo cada vez mais vitalidade, mais saúde, mais energia, mais prazer…
Ao abrir espaço para SENTIR, trabalho as minhas emoções e, por isso, quando vou tomar um copo com um amigo estou mesmo a CELEBRAR e não a fazer um frete… :))

Se calhar, pensar, talvez até pensemos… mas, sentir, sentimos ainda muito pouco…

Eu quero mais para mim!! E tu?

SENTE! ABRE! TRANSFORMA! CELEBRA!

Tem a coragem de ser quem tu és!

Podes ver em baixo, as atividades para o mês de Maio e Junho

Um abraço, até breve

Joana Rainha

image

2

Slide1

JR_LOGOFINAL

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s