Newsletter Setembro: Qual o quadro que queres pintar?

Slide1

Caros amigos,

Regresso desta pausa, mais longa, muito entusiasmada por reabrir o meu Estúdio de Yoga e Meditação, por reencontrar os alunos, por continuar a fazer o que amo – ensinar – e por abrir o coração e portas para conhecer novas pessoas interessadas em ser mais saudáveis e felizes.

Enquanto estava na praia observei como, no mesmo cenário, cada pessoa vive e experiencia coisas tão distintas… os que se deitam na toalha para bronzear, os que fazem caminhadas junto ao mar, os que aproveitam para fazer jogos, os que não saem da água, os que brincam fazendo castelos na areia com(o) crianças :D, os que lêem o seu livro, os que querem dormir… enfim, uma panóplia de possibilidades dentro do mesmo palco! Observei, sem julgamentos mas refleti que, neste palco que é a Vida, somos também confrontados com imensas possibilidades, apenas é nossa responsabilidade escolher – e temos essa liberdade (embora, a maior parte das vezes a nossa mente arranja as justificações para não termos…) – uma dessas possibilidades.
Depois, fui mais além na reflexão: mais do que aquilo que cada um escolhe fazer é importante como cada um se sente nesse fazer ou nesse estar a fazer. Há um factor que me parece comum a todos, é que, independentemente da acção todos queremos realmente estar só ali e sermos felizes. Acontece que, a maioria das vezes, a nossa mente teima em nos levar para outros lugares e deixamos de estar ali e a aproveitar o momento. Se estamos no trabalho ela leva-nos para o desejo de estar na praia, por outro lado, quando estamos na praia ela pode incomodar-nos com “a água está fria, só queria estar era nas Caraíbas!”, “se não fosse este vento eu estaria muito melhor” e tantas outras coisas… porque estamos sempre tão insatisfeitos?

Meditar consiste em treinar este “elefante selvagem” que é a nossa mente para estarmos no presente e, quando conseguimos isto, vem o prazer, vem a satisfação no lugar da frustração. Se não treinarmos isto, vamos ser sempre aquelas pessoas que aparentemente têm tudo para se sentirem felizes mas que arranjam sempre “aquele motivo” para não estarem felizes, por isso é que, a nossa felicidade não depende dos factores externos, daquilo que temos ou não temos mas, da nossa capacidade de estarmos bem e sermos felizes em qualquer cenário que se apresente na nossa vida. Se só tenho dois ovos não vou reclamar e pensar: “Porque não tenho 6 ovos? Podia fazer aquele bolo especial :(” mas devo mudar e transformar o meu pensamento para: “O que posso fazer com 2 ovos? Vou dar o meu melhor para ser o bolo mais especial”. São só pequenos exemplos de como a nossa mente funciona mediante a frequência em que nos encontramos…

Assim, eu pergunto: qual o quadro que queres pintar?

Independentemente dos recursos… das tintas, aguarelas, tamanho da tela… e imagina que essa tela é a tua Vida e, imagina também que, essa tela, a cada dia, a cada momento está sempre em branco… por isso, tens todas as possibilidades, apenas tens que escolher…

Estou de coração e portas abertas para te receber no meu espaço, seja para experimentares as aulas em grupo, seja para uma consulta individual, uma massagem…
A minha tela? Estou a pintá-la a cada dia de Amor… 😀

Atividades em Setembro:

Slide1

images

“GURU YOGA – DESPERTAR O MESTRE INTERIOR”
18 Set. 2015 – 20 Set. 2015 com o Mestre Tulku Lobsang | PÓVOA DE VARZIM (mais detalhes aqui)
Inscrições: Sónia Peixoto 00351 919 414 743 | sonia@tulkulobsang-organizer.org

Um abraço, até breve,

Joana Rainha

JR_LOGOFINAL

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s