Saber morrer para renascer…

www.joanarainha.com

Caros amigos,

Depressa somos habituados a escutar “a morte é certa!” mas, a verdade é que, nunca estamos preparados quando ela chega… e por quê? Se desde que estamos vivos sabemos que, um dia, ela chegará, porque não nos sentimos preparados? Porque a morte representa uma grande mudança, representa uma grande oportunidade de transformação e nós gostamos de pensar que tudo é fixo e sólido e não nos preparamos e abrimos às mudanças…
Nos últimos dias este tem sido o meu tema e esta tem sido a minha reflexão… Quando me refiro à morte, não me refiro apenas à morte física porque há muitas formas de morrer… O facto de termos pessoas próximas ou conhecidas que deixam o corpo faz com que sintamos a fragilidade do mesmo e lembra-nos de que temos que aproveitar a 100% este veículo enquanto a morte física não chega: através do sentir o corpo, da consciência sobre as mensagens que ele nos envia a toda a hora podemos escolher a direcção mais saudável para nós. Fiquemos gratos quando o corpo envia a dor porque, se estamos capazes de a sentir, ao tomarmos consciência dela podemos escolher uma nova direcção… quando o passo dor é saltado de imediato para a doença podemos estar numa situação que nos criará ainda mais sofrimento…
A festividade religiosa que conhecemos por Páscoa veio ainda acentuar mais este tema e é inevitável que eu não recorde de forma mais viva a vida de Jesus. Para mim, foi um ser iluminado, tal como Buda, um ser capaz de uma generosidade, amor e compaixão enormes e, é isso que gosto de recordar… Ao mesmo tempo, esta época festiva coincidiu com a entrada na Primavera e, com ela, acentua-se a oportunidade de fazer renascer em nós tudo aquilo que brilha, tudo aquilo que é belo, com todas as cores vivas e aromas que nos trazem bliss mas, para renascermos temos que deixar morrer… deixar ir aquilo que não nos serve mais, aquilo que já não está de acordo com a nossa nova frequência, aquilo que não nos pertence… saber deixar ir, desapegar, soltar… Saber deixar ir todos os imprints, deixar ir o passado, deixar ir quem precisou de partir da nossa vida… É isso que sinto que este momento me está a trazer.
E, por isso,
Escolho focar na ressurreição em vez de focar na crucificação,
Escolho focar na Vida, (sabendo que a morte faz parte da mesma mas que significa liberdade e transformação) em vez de focar no quando chegará a morte,
Escolho focar na Saúde em vez de focar na doença,
Escolho focar no renascimento em vez de focar num fim que não existe..
Escolho focar na Felicidade em vez de no sofrimento,
Escolho decidir por escolhas que me fazem bem, me trazem felicidade, me nutrem a todos os níveis e me fazem sentir um amor imenso por mim mesma,
Escolho abrir-me a todas as mudanças em vez de ser prisioneira de seguranças ou confortos ilusórios..
Escolho deixar morrer em mim tudo aquilo que não me pertence e renovo-me todos os dias, a cada momento,

Não há cruz nenhuma para carregar… há muita vida por nascer a cada novo dia, a cada novo momento…
Deixemos todas as novas cores da Primavera brilharem, todas as flores brotarem, todos os perfumes se espalharem… e reconheçamos o AMOR!

Um abraço a todos, até breve,

PRÓXIMAS ATIVIDADES:

BUDA DHARMA MEETINGS-4Sessão de Meditação e Relaxamento-4.jpg

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s