Novo artigo: A energia por detrás das perguntas…

Slide1

Caros amigos,as

Não é segredo para ninguém que, com os meus 14 anos, estava eu a terminar o 9º ano de escolaridade, tive muita dificuldade em saber qual a área pela qual iria optar e que, a minha dúvida, era entre seguir música ou psicologia.

Lembro-me na altura, de estar a ser acompanhada pela psicóloga da escola e de ela me solicitar que fizesse uma composição sobre “Quem sou eu?”. Não me lembro exactamente o que escrevi sobre o tema mas, recordo-me que falava da importância que a música e, o meu piano, tinham na minha vida. Mas, já na altura, também era grande o meu interesse pelo conhecimento mais profundo do ser humano… Hoje, percebo que, por uma área ou pela outra, o meu desejo de unir as duas iria prevalecer. Mais tarde, frequentei uma Pós-Graduação em Musicoterapia no Rio de Janeiro e hoje, nas minhas aulas, formações, workshops e todo o trabalho que desenvolvo uno os diferentes saberes e uso os meus conhecimentos na área de desenvolvimento pessoal, as minhas experiências de vida, a música, o yoga, a meditação…

Recordei-me desta situação porque, naquela altura, é-nos solicitada uma escolha e decisão numa idade ainda precoce e imatura e, com a qual eu sofri bastante. Contudo, hoje percebo melhor a minha dor e sofrimento… Não era tanto não saber o que desejava (porque estava quase certa de querer seguir o curso de Música) mas antes, aquilo que senti através da sociedade, cultura e padrões familiares. Quando me perguntavam na época: “o que estás a pensar em seguir? que curso vais escolher?” e eu respondia: “Talvez escolha Música” perguntavam-me de seguida: “E, para que é que isso dá?”
Eu ficava muuuito magoada porque não entendia a pergunta…”E, para que é que isso dá?” Eu respondia que dava para ser professora! como ser professora de matemática ou de português eu seria professora de piano. Na verdade, o que doía mesmo muito era o que está por detrás da pergunta: “E, para que é que isso dá?” porque eu sentia a energia atrás daquela pergunta… eu sentia que me estavam realmente a perguntar (ainda para mais de uma forma disfarçada!) “Isso dá para ganhar dinheiro?”

Depressa somos habituados a pensar que, os melhores cursos são os que dão dinheiro, aqueles que têm um bom futuro no mercado de trabalho, aqueles que nos permitirão um emprego seguro, ou aqueles que nos trazem status! Esta é a história em que nos fazem acreditar…
Algumas pessoas ainda acrescentavam: “Se és uma aluna de nível 5 a todas as disciplinas, devias era ir para médica!” não importava que eu dissesse que tinha sensações de desmaio se visse sangue ou se ouvisse falar em algum acidente…

(aaaahhhhhiii, grande suspiro!) é que ainda hoje, ao ler o que escrevo sobre o tema, só me apetece suspirar com tamanha ignorância do ser humano em relação ao que é criação, criatividade, vida e abundância! Porque associamos o Dinheiro (ou, a falta dele, ou a sua abundância) ao ter sucesso e felicidade na vida? É interessante que, se eu seguisse os conselhos das pessoas adultas na altura e, por exemplo, tivesse optado por ser engenheira civil que era um curso com boas perspetivas no mercado de trabalho, depois dos 5/6 anos de curso estaria provavelmente no desemprego…

Então: que energia é esta? o que ela representa? e, o que é que o dinheiro representa para cada um de nós? quais os padrões limitantes que temos em relação ao dinheiro? porque deixamos de acreditar que é possível atrair dinheiro através da criação a partir do nosso centro – o nosso coração – ? porque nos limitamos a fazer determinadas escolhas na nossa vida e acreditamos que sempre têm a ver com dinheiro?

Na próxima sexta-feira, dia 17 de Junho, irei facilitar um trabalho sobre este tema em mais um Workshop vivencial “A minha relação com…” e é meu desejo que todos os participantes possam ampliar a sua visão e consciência sobre este tema e que, ao consciencializar os padrões que ainda os limitam, a vida passe a fluir com naturalidade e mais leveza.

Um abraço, até breve,

Joana Rainha

A minha relação com...-2

EVENTO: Workshop Vivencial “A minha relação com…”
TEMA: O Dinheiro

Data: 17 de Junho, sexta-feira
Horário: Das 21:00 às 23:00
Onde: Estúdio de Yoga e Meditação – Braga
Valor: 12€
Info+Inscrições: joanarainha@hotmail.com | 91 927 97 73

O ritmo desenfreado com que vivemos a nossa vida impossibilita-nos, a maioria das vezes, de olharmos o nosso interior e para partes nossas que estão adormecidas, esquecidas ou inconscientes. A nossa vida “vai-se fazendo…” ou vamos andando um dia e mais um dia… e, quando damos conta, estamos num lugar onde não queremos estar, a fazer algo que não nos traz felicidade ou a fugir de determinadas situações. Isto quer dizer que, se não estivermos realmente conscientes daquilo que nos move não somos nós que fazemos escolhas e dirigimos a nossa vida mas, vamos apanhando boleias ou entrando no primeiro autocarro que nos aparece 🙂 ! Quando nos tornamos realmente responsáveis pela nossa vida e felicidade a nossa energia está focada e sabemos exactamente para onde queremos ir. As situações de conflito que vivemos são ótimas para crescermos mas, para encontrarmos a orientação correcta, não corrermos o risco de nos perdermos nas nossas emoções e, consequentemente, perdermos o sentido das nossas vidas, precisamos de saber contextualizar estes eventos e trazer à luz os enredos que trazemos dos nossos sistemas.

Sexta-feira, dia 17 de Junho, terás a oportunidade de conhecer um pouco do trabalho que a metodologia das Constelações Sistémicas (método psicoterapêutico recente, com abordagem sistêmica fenomenológica, de fundo filosófico desenvolvido pelo filósofo e psicoterapeuta alemão Bert Hellinger) nos permite de encontro com o nosso interior e, desta forma, ajudar-nos a ter clareza do lugar que ocupamos e das escolhas que queremos fazer para a nossa vida. Permite-nos libertar velhos padrões que nos condicionam, olhar sob outras perspectivas, sentir o nosso corpo e saber escutá-lo. Poderás experimentar dinâmicas muito simples que te ajudarão a trazer à luz da consciência como é a tua relação com determinados aspectos da tua vida, por exemplo, o dinheiro, o trabalho, o amor, etc.
Esta sexta-feira trabalharemos segundo o tema: O Dinheiro

Aproveita a oportunidade e inscreve-te enviando-me um email!

Próximas atividades:

2

2
Massagem de Som Póvoa

Curso de Introdução ao Mindfulness

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s