O MEU Rito de passagem… (última parte!)

Junho 2016

[Este artigo vem no seguimento dos artigos “Ritos de Passagem…” Se não tiveste oportunidade de leres as diferentes partes podes clicar em cima para teres acesso: Parte 1, Parte 2, Parte 3].

Caros amigos,as

E o Meu rito de passagem?
Na verdade, os meus ritos de passagem…
Ao longo destes anos, a minha vontade de me conhecer a mim própria, a minha vontade de reconhecer todas as minhas partes (adormecidas, escondidas..) foi-me levando ao encontro de diferentes práticas e métodos e, aquela Joana menina a que já vos apresentei, “tornou-se” mulher… primeiro, a professora de piano, depois a terapeuta, depois a professora de yoga e meditação, depois a formadora de outros professores… Não gosto muito de dizer “tornou-se” mas, parece antes que, o contacto mais profundo comigo mesma foi deixando brotar diferentes formas de me expressar, de me relacionar com os outros e de contribuir com o mundo… formas que estão mais de acordo com aquilo que sou, com aquilo que sinto…

Sobretudo, o que me trouxeram as práticas de meditação? Que mudanças me têm trazido estas práticas tão poderosas?
Temos uma mente temporária e funcional que é a que usamos para analisar, categorizar e dividir os fenómenos, por exemplo, em coisas que gostamos ou que não gostamos. Contudo, esta mente, não nos permite estar plenamente presentes no aqui e no agora e deixamos de estar cientes do que nos cerca. A prática da meditação e da atenção plena dá-nos a possibilidade de estarmos numa atitude de total abertura ao mundo, de estarmos abertos à totalidade da experiência, não julgando, simplesmente estando e observando imparcialmente todas as coisas. É uma atitude de abertura, não só ao momento presente mas também ao nosso “eu”! A meditação é um método para cultivarmos uma mente mais clara, focada e feliz e uma forma poderosa de alcançarmos sabedoria e encontrarmos a nossa verdadeira natureza que é Amor. Ela possibilita-nos descobrir as nossas fraquezas mas, também todo o nosso potencial.

Então, neste processo diário de prática de meditação, vou passando por diversas transformações… porque, todos os dias sinto que morro e renasço… na verdade, partes minhas morrem para surgirem outras, umas vezes estou de luto e, outras, estou a celebrar! Não há dias iguais, não há o certo nem o errado, não há o bom nem o mau… Há o treino desta atitude de abertura, aceitando que tudo é impermanente, que nada é fixo, aceitando aquilo que é para me soltar e desprender, aceitando as novas pessoas que surgem na minha vida, aceitando as novas experiências de coração aberto…
Através da experiência sinto e, através do sentir deixo aflorar, cada vez mais, partes de mim até então desconhecidas. Através do coração eu sinto e, através do coração chego cada vez mais perto do meu centro… E, quando começo a encontrar este lugar eu empodero-me, eu sinto vida a pulsar em mim e crio a partir deste lugar a que eu chamo Amor.

A menina que ainda mora aqui dentro, que queria aprender, que queria descobrir-se e levar “o bom que descobriu” aos outros tem-se tornado a mulher que medita, que ensina, que apoia, que cresce com cada nova experiência a que se abre…

E, os meus ritos de passagem têm sido diários e sentidos de várias formas…

  • velhas atitudes têm sido abandonadas e novas têm sido abraçadas,
  • pessoas vão deixando a minha vida e novas pessoas, novas relações, novas parcerias vão sendo acolhidas,
  • transições naturais acontecem, sentindo que vou passando de um período para outro da minha vida, mas também como de um estado de consciência para outro…
  • ontem a menina a que ensinaram que “crescer dói”, hoje a Mulher que procura sentir o prazer de crescer e trabalha mais fundo porque acredita descobrir o êxtase da vida!
  • expressando os sons da minha alma através dos diferentes instrumentos (o piano, a voz, as taças e gongos tibetanos) e (re)criando a minha música a partir de um coração (que já foi solitário…) não apenas para mim mesma mas, espalhando esse amor através dos sons a todos os que querem escutar e ser tocados por esta música e que querem aprender e descobrir a dançar a sua própria dança!
  • atravessando os diferentes túneis internos com confiança e, vivendo todos os ritos de passagem com um olhar que procura ser cada vez mais sábio,
  • olhando cada vez mais fundo, mais para dentro, certa de encontrar uma luz que se chama Amor… para caminhar com passos firmes e procurando levar a lanterna na frente, abrindo o caminho para que outros possam encontrar os seus corações, a sua natureza mais pura e todo o seu potencial…
  • a cada dia, me tornando uma nova pessoa, com uma nova e mais clara visão do mundo,
  • confrontando as “provas” diárias, não para comprovar a minha capacidade de enfrentar medos e limites físicos e mentais mas, para transformá-los em amor, felicidade e compaixão e para inspirar outros a perceberem que é possível…
  • trocando o isolamento, o frio, a fome ou todas as provas transmitidas pelos meus ancestrais (necessárias nestes ritos de passagem) pelo caminho do Buda: “o caminho do meio”! porque, na verdade, não há que me submeter a provas para avançar de etapa… porque, na verdade, não tenho que provar nada a ninguém, ou não tenho que ser aceite por ninguém a não ser por mim mesma… e, essa, é a “prova” mais difícil de superar!!
  • aceitando os ritos de passagem internos que se impõem para, suavemente, ir passando de um estado de consciência para outro…

Ritos de passagem? Acontecem todos os dias… bem cá dentro…se estivermos em atenção plena… e, trazem-nos transformações e mudanças…

Saibamos ser abertos a todas as novas experiências,
Saibamos acolher tudo aquilo que vem de coração aberto,
Saibamos aceitar as pequenas mudanças e torná-las em grandes transformações!
Possamos encontrar as chaves da nossa mente para abrirmos os portões do céu (em vez dos portões do inferno!),
Escolhamos transformar as nossas dores em grandes bênçãos!

Um abraço em Amor a todos,
Até breve,

Joana Rainha

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s