Artigo: Se não faz bem, deixa ir…

da0df18c1a1db35b10315d63e8ed46c2

A chegada de cada nova estação traz-nos diferentes cores, cheiros e sabores. A natureza é sábia e impõe-nos, de forma natural e espontânea, que nos readaptemos. O nosso corpo e estado de espírito entram em ressonância com todas estas mudanças exteriores e, por isso, somos convidados a olhar para a nossa própria natureza.

Quão ligados estaremos a essa Natureza?

Se recuarmos na história, rapidamente percebemos que os nossos antepassados tinham possibilidades mais vastas de estarem ligados à Natureza. Muitos trabalhavam no campo e isso, por si só, ajudava a que estivessem mais atentos às suas necessidades e mais conscientes das exigências que cada época ou estação lhes trazia.
Hoje, usamos grande parte do nosso tempo conectados às máquinas, telemóveis e afins, a tecnologia tornou-se um fator que dificulta a nossa ligação com a natureza. Estamos menos despertos, mais distraídos, menos sensíveis a escutar as necessidades do nosso corpo e a perceber de que forma podemos aproveitar saudavelmente a energia de cada estação. A nossa capacidade de perceber as necessidades do nosso corpo e de o respeitar tornou-se mais reduzida.

O que nos sugere a chegada do Outono?

O Outono traz a necessidade de deixar ir aquilo que não é preciso e aquilo que não nos faz bem, de deixar partir o que já está velho para que seja possível renovar. Como diz o ditado popular “Quem planta no Outono leva um ano de abono”. Há que limpar a terra para plantar novas sementes para depois recolhermos bons frutos! Esta limpeza pode, e deve, estender-se a três níveis: corpo, mente e energia.

Com a entrada do Outono, o que podemos fazer para aproveitar a sua energia da forma mais eficaz e mais saudável para nós?

Ao nível do corpo físico diria que o convite é a limpeza, tanto ao nível da pele (que representa o exterior) como uma purificação orgânica (que representa o interior). Ao nível da mente, há um convite a uma maior introspeção, há um voltar-se mais para dentro e, com a diminuição da temperatura ficamos naturalmente predispostos ao recolhimento.

Reforçando que, é a partir das nossas escolhas conscientes que podemos tornar-nos mais saudáveis, aqui estão algumas sugestões:

CORPO: 
• Fazer exercício físico, escolher um plano adequado que potencie as exigências desta estação;
• Cuidados com a pele, limpeza e esfoliação;
• Cuidados com a alimentação, optar por alimentos que ajudem o organismo a depurar;

MENTE E ENERGIA:

• Meditar, encontrar aqueles momentos de pura conexão com a nossa essência;
• Fazer uma limpeza geral ao quarto e à casa em geral, garantindo que se liberta de tudo aquilo que acaba por nunca usar;
• Ligar-se à intuição do que é para largar (que está sem vida, que não nutre, que limita, que deprime, etc.) tal como as árvores vão deixar cair as folhas secas.

Eu não dispenso o meu Yoga, as minhas práticas de meditação, uma alimentação natural e biológica e, pelo menos duas vezes por ano, uma depuração medicamente assistida.

Deixo-vos aqui os links das minhas escolhas pessoais e Este Outono cuidem-se!

Drª Ana Catarina Meireles (Medicina Integral e preventiva):
http://www.noseafamilia.pt/index.php/servicos/medicina-integral-preventiva/

Alimentação biológica:
https://www.biobrassica.pt

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s