Lu Jong

2058_1072_Regelmassig_Lu_Jong

Em Tibetano “Lu” significa corpo e “jong” significa transformação. Através desta prática física, podemos transformar-nos.

O Lu Jong nasceu das tradições budistas Bön e Tantrayana e constituem uma prática do budismo tibetano. O Tantrayana, que postula a utilização do corpo como o veículo para o auto-desenvolvimento, está presente em todas as principais escolas do budismo tibetano. Por isso, existem exercícios de Lu Jong nas tradições Kagyu, Gelug, Sakya, Nyima e Jonang. Sem um corpo puro, não iremos longe no desenvolvimento da mente.

Esta prática é formada por uma série simples de movimentos corporais executados em conjunção com um ritmo respiratório próprio. Estes movimentos exercem efeitos profundos sobre a saúde do nosso corpo e mente.  O principal objectivo desta arte ancestral tibetana é encontrar saúde, força, estabilidade e felicidade.

Ao combinar a forma e o movimento de forma a colocar repetidamente uma pressão suave em pontos particulares do corpo, o Lu Jong cria a oportunidade para a libertação de bloqueios nos canais e para a energia bloqueada voltar a fluir normalmente.

O Verenável Mestre Tulku Lobsang é o pioneiro e transmissor desta prática. Embora as raízes do Lu Jong sejam muito profundas, ascendendo ao tempo de Buda Shakyamuni, encontramos diferentes exercícios e variações em cada linhagem que foram desenvolvidos para os problemas das pessoas de cada época.

Tulku Lobsang sempre sentiu uma afinidade especial pelas tradições budistas do movimento, como o Lu Jong, o Tsa Lung, o Trulkhor e o Tummo. Esta é a sua área de especialização e a sua própria prática pessoal. Desde muito jovem que procurou aprender com vários mestres, pedindo-lhes que lhe transmitissem a sabedoria única das suas linhagens. Estudou com os mestres das principais escolas.

Assim, Tulku Lobsang procedeu à recolha destes movimentos e compilou-os numa única prática, como parte de um ciclo completo. Os vários anos que passou a ensinar e a dar consultas a pessoas no Ocidente, permitiram-lhe ficar a conhecer muito bem os problemas e limitações particulares do corpo ocidental. Tulku-la ajustou os movimentos, de modo a adaptá-los às pessoas a quem a prática se destina agora, para potenciar ao máximo a sua eficácia.

Vê o horário das aulas regulares no Estúdio de Yoga e Meditação e vem fazer uma aula experimental comigo. A primeira aula é gratuita! Envia-me um email para joanarainha@hotmail.com.

Anúncios